Equipe
Docente

Alexandre Guimarães Tadeu de Soares

Professor Associado - Doutorado - Dedicação Exclusiva
por Portal IFILO
Publicado: 21/09/2018 - 13:43
Última modificação: 29/08/2022 - 08:17
Cargo: 
Professor Associado
Situação Funcional: 
Em exercício
Titulação: 
Doutorado
Regime de Trabalho: 
Dedicação Exclusiva
Formação: 

   

    Doutor em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), realizou estágios de pós-doutorado na Université de Paris X - Nanterre e na École Pratique des Hautes Études (Sorbonne). Atualmente é Professor Adjunto 4 da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), membro do CEMODECON (Centro de Estudos da História da Filosofia Moderna e Contemporânea) da UNICAMP, membro do Advisory Board do Archive of the History of Philosophy and Social Thought (da Academia Polonesa de Ciências) e correspondente para o Brasil do Bulletin cartésien organizado pelo Centro de Estudos Cartesianos de Paris.

     A partir do estilo de análise do texto cartesiano desenvolvido no seu livro O filósofo e o autor (Editora da UNICAMP, 2008), Alexandre Guimarães procura explorar toda a potencialidade filosófica do pensamento de Descartes, desconstruindo a tradição que estereotipa a sua filosofia e empalidece o seu caráter profundamente investigativo. Pratica atualmente, nessa perspectiva, uma metodologia fenomenológica de leitura do filósofo, mostrando, por um lado, que a própria Fenomenologia - principalmente a não-objetiva -  se faz e se renova pela releitura do texto cartesiano, e, por outro lado, que os conceitos fenomenológicos permitem ampliar e aguçar a percepção do historiador da Filosofia. Assim, a sua pesquisa e orientação privilegiam o estudo dos filosófos do século XVII que servem de fonte, interlocução ou constituem a tradição cartesiana, bem como dos fenomenólogos, sobretudo, daqueles que mostram a atualidade do pensamento cartesiano, como Lévinas e Michel Henry. Desenvolve também, como membro do Grupo de Estudos da Alteridade e da Filosofia Política Contemporânea do IFILO/UFU, uma pesquisa em que pretende reconsiderar as noções tradicionais da Filosofia Política recorrendo à analítica do poder de Foucault e de outros pensadores contemporâneos.